quinta-feira, novembro 02, 2006

Prisioneiros da nossa construção


Muitos de nós queríamos ser como os pássaros
Mas não podemos desfrutar dessa liberdade
Concedida não só a eles como a nós também
Pois vivemos num mundo que não permite mais
Termos essa tranqüilidade.

Nem os pássaros são mais livres
Alguns vivem engaiolados
Não sabem se defender
Como o ser humano.
Pra eles não existem escolhas,
Apesar de que pra nós também
Não existem mais escolhas.
Só nos resta viver também aprisionados.

Quando teremos nossa liberdade de volta?
Acho que talvez nunca.
O homem criou a sua própria prisão
Criou um objeto que o faz prisioneiro
Que pode matá-lo com um só disparo, que é a arma
Criou a bomba que pode exterminá-lo da face da terra,
Em frações de segundo.


Espalhou as doenças, espalhou o ódio,
Espalhou tudo de ruim ao seu redor.
Será que um dia leremos no jornal, na internet, etc:
“Foi descoberta a cura para AIDS”
“Acabaram-se as guerras”
Quem sabe um dia, quem sabe...

Foi-se o tempo que o que enfeitavam
As janelas eram as flores
Hoje em dia são as grades
Vivemos como prisioneiros
Enquanto que lá fora
Os marginais passeiam tranqüilos
E nós ficamos trancados em nossas casas
Que eram pra ser nossos abrigos e não nossa prisão
E tudo isso é culpa quem?
Do homem.

Do jeito que as coisas andam
Sempre seremos prisioneiros
A palavra liberdade foi banida do dicionário
As pessoas andam nas ruas assustadas
Com medo de uma bala perdida, de ser seqüestrado, etc.
Até da própria sombra, as pessoas têm medo
Nem nos policiais podemos confiar mais
Viraram bandidos também.
O que nos resta agora?

Criamos monstros
No coração das pessoas não têm mais espaço
Para o amor, a solidariedade, a esperança...

Foi-se o tempo que podíamos confiar nas pessoas
Hoje as mães matam seus próprios filhos
E vice-versa
Irmãos se matam por dinheiro
A ganância e o egoísmo estão sempre presentes
Nos lares, no local de trabalho, na vidas das pessoas.
E mais uma vez de quem é a culpa?
Do homem.
O próprio se destrói com o que constrói.
Aonde vamos parar dessa maneira?


Bjos no coração,

Lú de Oliveira

____________POSITIVE VIBRATION!
;)



* “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo… qualquer um pode recomeçar agora e fazer um novo fim!” (Francisco Xavier)

7 comentários:

Dudu do Brasil disse...

pois é querida o bicho homem é fogo msm! rsrs...
cheio de noia!!
"quem sabe um dia a paz vence a guerra?" (baianidade nagô)
acredito q sim! apessar de tanta gente "por fora"! Ai é um saco esse mundo dos "caretas" adoram criar todo um sistema q atrapalhe todo mundo de ser mais feliz!!!
bjs... e (eu não dou essa moral de comentar no blog de qq um não hein!!! hehehehe)
=*********

paulo disse...

Hoje vendo a TV por incrivel que pareca me assustei, os morros daqui estão se criminalizando.. agora policia tem medo de subir, população tem medo de descer, o cabaré está geral! o mais interessante é ver a gorvernadora reeleita, é a falta de esperança das pessoas e a falta de inteligência também,

O homem foi o criador e será o destruidor desse mundo depressivo!

Vivi disse...

Sinto-me em pedaços

Um embrião sem formação,

Acolhida pela tristeza

Num mundo sem beleza



Como um grão de areia

Sem destaque na mutidão,

Então começo a escrever

Para acalmar meu coração.

(Viviane Cunha)

Obs.: Li o texto e lembrei do livro de "APOCALIPSE"...estamos vivendo os últimos Dias.......O Mundo tá precisando é de Deus, de Libertação...de Paz, só assim será plantada a semente do Amor!!!..."O Mundo Jás do Maligno."

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Thaila disse...

Ser livre pra pensar, pra agir...
Nesse mundo competitivo de hoje não podemos confiar mais em ninguém! hehehehe
Bjos Lú

GILmelândia - Fãs Blog disse...

Pois é né meu bem! eu comentei aqui citando "baianidade nagô" q a banda beijo gravou naquele disco massa ao vivo com a GIL!!! e olhe só!! agora eu sou um blogger!!! vixe!!! rsrrs beijos...

MILENA BARBERINO => BRANQUINHA disse...

TE ADOROOOOOOOOOOO MINHA SOLDADINHAAAAAAAAAAAA! HIHIHIH
CHEIROOOOOOOOOO =D